Por um Mundo mais solidário


Livro de Visitas - COMENTÁRIOS

Data: 20-02-2013

De: Noélia Gregório

Assunto: Resposta a SRª D. Adélia

Senhora Adélia, sou uma jovem de apenas 16 anos, Noélia Gregório. Se meu irmão fosse vivo, teria mais cinco anos que eu. Li a sua resposta a minha mãe. Desde que meu irmão ficou em estado vegetativo, naquele estúpido acidente, do qual ninguém tem culpa. Se há um culpado, é o destino, é a inconsciência de quem é jovem e pensa ser o dono do mundo. Nossa vida tornou-se insuportável. Minha mãe só destila angustia e ódio para com o mundo. Hoje vivo com meus tios, porque não aguentei viver nesse inferno. PERDOE se puder, a minha mãe.

—————

Data: 22-02-2013

De: ada lima (adelia)

Assunto: Re:Resposta a SRª D. Adélia

QUEM SOU EU PARA PERDOAR????MAS O NOSSO DEUS Q É RICO EM MISERICÓRDIA HÁ MUITO Q PERDUOU.
LEIA TODOS OS DIAS O SALMO 121 E PONA NO LEITO DE DORMIR,MESMO Q ELA NAO SAIBA...DEUS VAI AGIR.FICA NA PAZ DO
SENHOR.

—————

Data: 18-02-2013

De: Sara Mendes

Assunto: O Peso da Camisola

Tive a honra de ser treinada pelo Mister Aloisio Ferreira, enquanto integrada na equipa Next 17 Feminina de andebol, da Escola de Formação Desportiva Geração Sport Lisboa e Benfica da Ericeira - EFDEGB Sport Lisboa e Benfica. Quer em Portugal, quer no estrangeiro, disputamos torneios em Paris, França; Frankfurt, Alemanha que vencemos; Valência, Espanha e Nordic Paradise, Canadá, que vencemos. O Mister não permitia mau comportamento e sempre nos ensinou que enquanro fossemos a Sara, a Guilhermina e o Aloisio, etc,. ninguém nos conhecia, mas ao vestirmos a camisola do Benfica, o nosso mau comportamento manchava era a imagem do clube, não era a Sara que seria desacreditada, mas todos diriam o pessoal do Benfica são do piorio. Assim aprendi que o peso da camisola é uma grande responsabilidade. E isso vale tanto para o clube, como para a empresa para a qual trabalhamos, como para a igreja que frequentamos. Quando integrados numa organozação, o comportamento é vital para não manchar a imagem da mesma. Com esse grupo, liderado pelo Mister, aprendi também a ser humilde, solidária e que nada alcançamos isolados ou sós. Brincávamos muito, mas havia respeito. Mister Aloisio, nas viagens, nunca entrou em nossos quartos sem antes bater, po mesmo se passava nas cabines, nos treinos e jogos, só entrava depois de mudarmos de roupa. OBRIGADO MISTER

—————