Por um Mundo mais solidário


Livro de Visitas - COMENTÁRIOS

Data: 13-08-2020

De: DORA BARROSO DE JESUS PINHEIRO (CANEÇAS)

Assunto: TINHA TUDO PARA DAR ERRADO – TUDO DEU CERTO E NÃO FOI POR ACASO

Sou professora de Língua Portuguesa e estou há dezoito anos colocada em Caneças, na Escola Secundária de Caneças. Hoje sou Diretora da escola. Naturalmente que me interesso por literatura, gosto de ler e desde sempre incentivei os meus alunos a lerem e procurarem escrever. Tenho acompanhado de perto a carreira literária de Aloisio Augusto da Cruz Ferreira da Casa, no entanto, nunca aqui comentei nada, embora ame os livros deste escritor. Ao ver aqui um comentário de uma mãe de uma antiga aluna, acerca da Daria Vulkova que também foi minha aluna, não resisti a dar o meu testemunho. Aloisio Ferreira Casa foi o tutor da Daria e um verdadeiro pai. Lamento que haja tanta gente que se não dê conta do ridículo de alguns dos comentários que aqui vi colocados. Gente ignorante e que nada sabe. Mas lá diz o velho ditado: “Vozes de burro não chegam ao céu”. Algumas nem merecem sequer que percamos tempo com suas idiotices e o fel que destilam da boca para fora. Mas quando vi alguns responsáveis políticos colocarem em causa os princípios do escritor. Comentários como discriminação e preconceito são ridículos. Confesso que quando a Daria chegou na Escola em Caneças, nós ficámos muito apreensivos. Uma criança de nove anos, acabada de ficar sem a mãe, sem ninguém, diga-se familiar, ainda para mais com as suspeitas que perduram até hoje de que sua mãe tenha sido assassinada, num país estranho, embora vivesse em Portugal desde os 2 anos, entregue a um tutor que não era um completo desconhecido, mas não passava do seu monitor de andebol. Em setembro tinha começado o ano letivo na Escola Secundária de Vale de Milhaços, em Vale de Milhaços, Corroios. Ela tinha um passado de boa aluna com notas altas nos anos anteriores, mas até ao final do 1º período desse ano, no 5º ano de escolaridade, ela cedeu ao desgosto, era uma criança arrasada e o fato de a esposa (a 1ª esposa) do seu tutor, o escritor Aloisio a não ter recebido muito bem, o ambiente se éter deteriorado ao ponto de o casal se separar no final do ano de 2001. Daria não teve nada a ver com essa separação e consequente divórcio, mas foi um fato que contribuiu para a desgastar ainda mais. Em Janeiro de 2002, Aloisio, o seu tutor, se mudou para Caneças, aqui veio viver com a sua pupila. Efetuada a transferência para esta escola de Caneças, as notas delas do 1º período do 5º ano eram péssimas e para nós, perante o cenário encontrado e as notas dela, nos convencemos que o ano escolar dela estaria perdido. Lembro perfeitamente de comentarmos, os professores que a menina era uma menina sempre triste, com uma cara que denotava grande sofrimento. Foram cerca de três, quatro meses muito complicados para Daria, mas ela contou com um grande tutor, um verdadeiro pai. Ele estava quase todos os dias na escola, se informando, acompanhando a pupila. Tratou de lhe garantir aulas de reforço e acompanhamento psicológico por um psicólogo. Nós, professores, o Padre Iury da Igreja Ortodoxa Russa de Lisboa e o tutor, formámos uma equipe muito unida e incansável, procurando recuperar psicologicamente a Daria e tentar que ela recuperasse as notas. Aloisio, o tutor, era colaborador da Igreja Paroquial de São Francisco de Assis, no Apoio Domiciliário a Idosos e creio que era católico. Sua mãe e a família eram todos católicos. No entanto, ele sempre acompanhou a Daria na Igreja Ortodoxa Russa de Lisboa, garantindo que ela continuasse a catequese e o aprendizado da sua religião. Isso é que é não ter preconceitos, respeitar as crenças e ideologias de cada um, a começar pela sua pupila. O nosso trabalho como professores, o dos psicólogos, todos foi importante, mas sem o grande apoio do tutor, o amor com que sempre tratou a pupila, como filha, não deixando que lhe faltasse nada. Ela tinha sempre os materiais escolares e os livros que necessitava. Andava bem vestida e via-se que era muito bem tratada. No fundo, o verdadeiro segredo na recuperação da Daria, foi o se sentir amada como filha, desejada e não um estorvo na vida do tutor. Aqueles que falam de preconceito apenas porque não admitem que outros possam expressar opiniões diferentes das suas é que são os preconceituosos. Falsos idealistas revolucionários que apenas querem impor seus ideais pela força, como qualquer colonizador e fascista que tanto criticam. No final do 2º período, Daria já recuperara algumas notas, mas estava ainda muito longe de conseguir passar de ano. No terceiro período, Maio e Junho, ela conseguiu o milagre e no final do ano já mostrava sinais de alguma felicidade. Nós, os seus professores fomos testemunhas do trabalho que Aloisio, o seu tutor fez e só assim foi possível ele passar de ano. Encontrou no tutor um verdadeiro pai. E foi por isso que os pais e encarregados de educação sempre apostaram nele para representá-los no Conselho de Turma, onde sempre foi um valoroso auxiliar dos professores, até na resolução de um ou outro pequeno problema. Não sei se a Escola Secundária de Caneças vai conseguir a verba necessária para se fazer representar na inauguração do Museu da Daria, em Ladoga. Essa inauguração estava prevista para Outubro, mas devido ao COVID 19 acaba de ser adiada para 2021. Daria tinha tudo para dar errado, quando ficou sem a mãe, mas o tutor ajudou e muito, foi decisivo para que tudo desse certo.

—————

Data: 12-08-2020

De: DEOLINDA LUÍSA ANDRADE OSVALDO (CANEÇAS)

Assunto: OS VERDADEIRAMENTE GRANDES

Fui vizinha do escritor Aloisio Ferreira que aqui viveu em Caneças com a sua filha (a moça de quem era tutor) e vi como era uma doce e boa alma de Deus. Porque se dava tanto? Porque recebia tão pouco quando dava tanto? Porque se desgastava em atividades voluntárias, levando conforto e carinho a idosos e a crianças e jovens? O que falta ao mundo para que não haja mais anjos como Aloisio Ferreira? O que não estamos a ver? Serão as relações amorosas um género de jogo com regras como muitos egoistamente agem ou o grande amor desse coração puro que se doa por inteiro, nada exigindo em troca? Como melhorar as nossas relações amorosas com o próximo? Basta seguir o exemplo deste escritor! Será que temos de começar primeiro por nós? É isso que este escritor cheio de amor e pureza em seu coração nos transmite. A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é muito mais do que um simples livro sobre a Pandemia, trata-se de um livro de amor e de dedicação ao próximo e a Deus! Colocar à prova toda a nossa visão, os nossos pensamentos, crenças e ideias! Vai dar-nos a conhecer o outro lado da história e fazer perceber porque afinal tudo tem dado errado nas nossas relações. Além de ter sido meu vizinho, a moça era colega de minha filha na Escola Secundária de Caneças. Andavam na mesma turma e não foi por acaso que todos os anos (5) este escritor foi eleito por unanimidade por todos os pais para ser o Representante dos Pais e Encarregados de Educação no Conselho de Turma. Cansada do padrão repetitivo dos relacionamentos, nós pais, dávamos a nossa representação a quem dava demais, recebia de menos; atirava-se de cabeça ao trabalho e o amor era sua única prioridade. Este livro não me espanta, pois um dos autores, Aloisio Ferreira Casa de há muito que iniciou um caminho de descoberta sobre a saída do labirinto que é a vida, o caminho do amor e do se doar para os outros, sem nada querer em troca, se inibindo, anulando e ofuscando a ele próprio, para que os outros tenham a possibilidade de brilhar. Aprendi também, enquanto mãe, com este escritor na Comissão de Pais E Encarregados de Educação que se queremos mudar algo fora, é imprescindível começar por mudar algo dentro. E, inevitavelmente, alguma coisa vai mudar. Porque tu vais finalmente mudar! Eu sei que sentia a vida sempre a perder. Mas não será que é preciso perder para ganhar? Eu sei que sentia que, por mais que fizesse, havia sempre algo que falhava. Mas não será que sempre que falhas, falhas melhor? Eu vi, e por isso aprendi que, por mais que demos aos outros, acabamos sempre por ser nós a cair. Mas será há quedas que nos fazem voar? Sim, este livro só podia ser escrito pelo Aloisio Ferreira. Nada acontece por acaso. Este livro chama-nos porque Aloisio Ferreira e de certo, talvez, a sua companheira escritora e esposa, não sei que a não conheço, têm algo muito importante dentro de si: chama-se coragem. Então nós leitores respiramos fundo… abrimos as nossas asas… e começamos a voar. Só aqueles que são verdadeiramente grandes têm essa capacidade de; mesmo nos momentos mais conturbados nos fazerem voar e Aloisio Ferreira Casa tem essa capacidade.

—————

Data: 12-08-2020

De: FILOMENA NUNES CARDOSO (SABUGUEIRO)

Assunto: NOVENA DE NOVE SEMANAS

Lamento que este escritor que tanto prejudicou uma grande amiga a quem o desgosto acabou levando à morte, a Irmã Vera, uma vida dedicada a Deus e como freira, só espalhou o bem na Ericeira, acabou sendo perseguida pela justiça e condenada como traficante de crianças e pedófila. Foi no livro Anjos e Demônios Na Vida de Sarita que Aloisio Ferreira da Casa fez as graves denúncias que acabaram com a justiça portuguesa a perseguir a Irmã Vera. Agora, ele ainda se dá ao luxo de falar de Deus... Goza com os familiares dos milhares de mortos pela COVID 19, agradecendo pela Pandemia. E fá-lo em nome de Deus. Um verdadeiro diabo mascarado de santo. Dá dicas de como podemos viver em comunhão com Deus? Creio que até mudou e hoje se dirá Evangélico? Onde estavam os evangélicos quando Jesus foi condenado e crucificado? É uma cambada que visa desviar o povo de Deus, para falsas crenças. Igreja apenas reconheço a Católica. As outras são apenas seitas. Pois bem, quanto ao escritor, quero ver, já que foi tão apressado em fazer ruir a reputação dessa mulher de Deus, A Irmã Vera, se agora vai levantar a sua voz contra o canalha do tal Pastor Evangélico, de Almada que assediava as crianças, lhes dava chupões, metia as mãos entre a roupa e as calças. Em Almada e no Algarve. O escândalo rebentou. Senhor escritor ainda lhe não ouvi uma palavra acerca desse escândalo! Nem um pio contra o diabo desse Pastor que nem para pastorear as ovelhas e cabras que andam pela Serra serve. Rezo ao Deus verdadeiro e à Nossa Senhora de Fátima para lhe darem o que você merece. Inicio hoje uma novena de nove semanas, intercedendo à Nossa Senhora para que você perca o pio e não venda nem mais um livro que mais ninguém leia a nojeira que são os seus livros. Quero vê-lo morrer sozinho, mas ruas da amargura, sem ter sequer um teto para se abrigar e nem um pedaço de pão bolorento para comer.

—————

Data: 12-08-2020

De: FRANCISCA ISABEL SOARES DA COSTA (LISBOA)

Assunto: BOM LIVRO

Conheci o escritor Aloisio Ferreira da Casa quando ele vivia aqui, era meu vizinho, o filho do Ferreirinha. Relembro como o pai, orgulhoso, me mostrou o primeiro livro dele, quando ambos estávamos no Lugar do Chinês, comprando frutas, verdura e legumes. Confesso que fiquei estupefata e incrédula. Quem diria? O filho do Ferreirinha escritor. E o pai que Deus o tem, andava com o livro na mão. Entretanto, não tive a oportunidade de conhecer a sua obra que acredito seja mais que aceitável para alguém que tão tarde enveredou pela carreira da escrita. Alguns comentários me levaram a baixar este livro A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA. Como o mundo está diferente, hoje podemos ler livros num pequenino aparelho que faz quase tudo, tira fotos, dá para falar e até ler livros. É um bom livro. Pena que esse aparelho tão maravilhoso, o telemóvel, não tenha a capacidade de matar o vírus.

—————

Data: 11-08-2020

De: NAZARÉ ANSELMO RODRIGUES (CALDAS DA RAINHA)

Assunto: PÁGINA NEGRA DA HISTÓRIA

Pandemia: Um livro que nos fala da Pandemia que nos atacou e colocou de rastos, mas que fala de um modo diferente de todos os outros livros que já li sobre ela e foram alguns. Fala sobre Deus e na visão dos autores, ela se instalou com a Permissão de Deus. Um livro que tem muitas questões importantes para a compreensão da Pandemia, mas que se torna polémico, logo na abordagem inicial, no capítulo prévio dos agradecimentos. Quando milhões e milhões estão infetados em todo o mundo, quando milhões morreram já, quando as economias mundiais foram arruinadas e muitos foram apanhados com as calças na mão, alguns sozinhos, acossados, vivendo em países estrangeiros e que de repente ficaram impedidos de regressar a suas casas, para o seio dos seus familiares, ficando apenas com o vírus e a sua solidão por companheira de todos os momentos, quando um pouco em todo o mundo a esperança ruiu, entender que Deus o permitiu e continuar a amar, defender Deus, é muito difícil, mas chegar ao ponto de agradecer a Deus pela Pandemia é de extrema coragem e ousadia, sendo intensamente polémico. Embora os autores expliquem o contexto, agradeçam pelo que de bom para o futuro pode nos trazer... Será? Como eu queria acreditar nisso. Que as pessoas aprenderam e vão ser mais solidárias, vai existir mais amor... Que o vírus nos ensinou essa lição essencial de nossas vidas... Mas teremos aprendido? Tenho muito medo que se isto um dia passar realmente e fique apenas como uma página negra da história, o mundo volte a ser soberbo, egoísta e rancoroso, cada um preocupado apenas com o seu umbigo.

—————

Data: 08-08-2020

De: JOÃO CID DE BRITO (LINDA-A-VELHA)

Assunto: CADA AFORISMO FAZ-NOS MERGULHAR NA NOSSA PRÓPRIA VIDA

Esta obra é maravilhosa, como de resto nos tem habituado Aloisio Ferreira que aqui conta com a colaboração da esposa Ada Lima. Com aforismos dos mais diferentes temas, eles escrevem com simplicidade, mas magistralmente. Um livro sem dúvida a reler.

—————

Data: 08-08-2020

De: FERNANDO BORGES ALMEIDA (ERVIDEL)

Assunto: A ESTRADA DA SALVAÇÃO

Um verdadeiro depoimento espiritual sobrea Pandemia que nos cativa a cada página.

—————

Data: 08-08-2020

De: MARCELA DINIS PINTO (ERVIDEL)

Assunto: PRECISÁVAMOS DE UM LIVRO ASSIM

Aloisio Ferreira e Ada Lima explicam de uma forma absolutamente nova esta Pandemia, mas também o que ela representa e como dela poderemos extrair novas oportunidades. Nos ensina a ser mais compreensivos e menos reclamantes. Antes, quantas vezes nos lamentámos da falta de tempo, para a família, para a casa, de não podermos descansar. Agora; confinados a um isolamento, compreendemos talvez melhor o que significa ser e ser de forma radical, uma comunidade pensando mais nos outros e menos em nós. Neste livro destaco três partes essenciais: 1) Deus, o que é amar a Deus, a Bíblia que nos mostra que esta pandemia já estava prevista e até, um magnífico paralelo entre ela e o Dilúvio. Tudo contribui para o nosso crescimento; 2) Os testemunhos de quem viveu este drama. Testemunhos criteriosamente selecionados, em que é dada voz a vários status sociais, desde os profissionais de saúde, aos políticos e aos cidadãos comuns. Até a uma mendiga. Só assim compreendemos como o vírus afetou nossa sociedade de modo amplo e abrangente. Se se ficasse só pelos profissionais de saúde, não daria a imagem real; 3) A necessidade de ponderarmos e não partirmos acusando este ou aquele, culpando este ou aquele, compreendendo que nisto da Pandemia todos temos alguma culpa e que o mais importante é nos prepararmos para a ultrapassar quando ela passar ou nos adaptarmos se tivermos a necessidade de conviver com ela, dando a mãos, uns aos outros, tendo mais amor e sendo menos egoístas. Finalmente, o livro nos dá esperança, nos remete para vivermos em torno da necessidade da beleza e contemplação em tempos de solidão, imprevisibilidade e dor extrema. Trata-se de um livro de grande urgência que diz respeito a todos, crentes e não crentes. Sobretudo, a todos os portugueses. E bem precisávamos de um livro assim, de dois pensadores, escritores, humanistas e servos de deus para nos falar da importância dos outros e da sua redescoberta, a começar nas famílias, nas vizinhanças, nas amizades, da atenção aos mais pobres, vulneráveis e dependentes, do pacto entre gerações, tentando ultrapassar o abismo já cavado entre o amor e o egoísmo.

—————

Data: 08-08-2020

De: AVA PASCOAL DA ROCHA (PARIS)

Assunto: UM LIVRO QUE NOS DESPERTA

A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é um livro que nos desperta para um outro prisma de observação sobre o caminho a que designamos de vida, nomeadamente agora que o vírus nos obrigou a reaprender a caminhar e reaprender a viver. Sou uma jovem cantora portuguesa emigrada há 4 anos em Paris, tentando fazer pela vida e agora, o vírus colocou uma marcha à ré em meus projetos. Já li o livro e apenas posso dizer que melhor do que ler a esta opinião de quem o leu é sem duvida ter a experiência de o ler. Vale a pena!

—————

Data: 08-08-2020

De: FRANCISCO CASTRO MENDES (CANEÇAS)

Assunto: DESAFIANTE

Para quem acha que sabe tudo sobre esta Pandemia, deveria entender que existe muito mais para além dela. Este livro pretende confortar os pilares que sustentam o conhecimento que temos da Pandemia, mas a verdade é que não temos nenhum conhecimento. Uma outra visão que até poderíamos respeitar, se não entrasse na crítica, acusação e repetição dos argumentos do Governo contra nós, empresários que asseguram o transporte das pessoas. Sem nós, a mobilidade urbana não existia. É um caminho que se revela desafiante contra nós e de mau gosto. Lamento vivamente.

—————

Data: 08-08-2020

De: ANDRIANA MOISÉS GOMES (ALBUFEIRA)

Assunto: NÃO FOMOS NÓS E NÃO NOS COMPETE A NÓS

O que é o vírus? Quem o criou, libertou e porquê? Quais os efeitos que terá sobre a humanidade no final? Os autores falam sobre isso, falam sobre as pesquisas e estudos que efetuaram. Infelizmente, acabam se desviando do tema para nos criticar, a nós, empresários do ramo dos transportes, de forma que até considero bastante ofensiva. Nós podemos até não ter colocado de imediato a frota toda na rua, depois do desconfinamento, podemos até ter trabalhadores em Lay-OFF com metade dos ordenados e não corresponder a todas as pressões do governo, porque nos cabe gerir as nossas empresas, mas também fomos afetados por esta Pandemia. Portanto, não nos apontem culpas porque não fomos nós que criámos o vírus, nem o libertámos e não é a nós que nos compete tentar criar uma cura para o vírus, numa luta contra o tempo e contra a destruição do nosso mundo como o conhecemos.

—————

Data: 07-08-2020

De: TEOLINDA JOAQUINA DE SOUSA LANÇA (LISBOA)

Assunto: PARA MEMÓRIA FUTURA

Adorei este livro. Sei o quanto é difícil fazer uma carreira de sucesso. Os portugueses e o mundo me conhecem como Linda de Suza. Tive a honra de atuar na Gala do Benfica. Belo livro que fala de coisas importantes repassa testemunhos que são uma mais valia para a memória futura deste momento que o mundo vive, da Pandemia. E acima de tudo, fala de Deus.

—————

Data: 07-08-2020

De: ALOISIO MENEZES DA CRUZ (ERICEIRA)

Assunto: NOVO D. QUIXOTE DE LA MANCHA

O meu querido priminho desde que virou escritor se tornou um expert em tudo quanto é divino. As ideias contidas nas suas obras desempenharam um papel fundamental que gira todo em torno de Deus. Romances, crónicas, ensaios, enfim, todos os seus livros apenas nos oferecem uma questão: DEUS! Creio que ele é já, muito maior combatente em defesa dessa espantosa onda de pensamento divino que as próprias Igrejas, desde a Cristã ou seja, a Católica, passando por todas as outras, protestantes, espiritas, batistas e por aí fora. Quando o Papa Francisco foi coroado como Sumo Pontífice; quando os líderes protestantes foram levados às lideranças, se cometeu um terrível erro. O Grande Líder de todas as igrejas deveria ser o meu querido priminho. Crises mundanas, epidemias, pandemias, rumores selvagens e apocalípticos adiantam-se, um Evangelho perdido está aí, herança de um tal de Jesus Cristo, rainhas hereges se agigantam, profetas são feitos prisioneiros, o mundo está perecendo, as trevas subjugando a terra e todos os planetas de todas as galáxias, a morte está aí, levando vida atrás de vida e o inferno profundo ameaça consumir todo o mundo. No meio de tanta tragédia, apenas uma coisa está certa. A guerra está a chegar, mas podemos respirar de alívio, pois o meu priminho vem aí, montado; de certo num cavalo branco, batalhando e empunhando o seu Deus que abate todas as tormentas e vence todos os obstáculos... Pena que eu nunca vi esse Deus... Nem podia ver. Só meu primo que deverá se tornar rapidamente num novo D. Quixote de La Mancha.

—————

Data: 06-08-2020

De: MARIA MENDONÇA DE ABREU LEMOS (LISBOA)

Assunto: CONECÇÃO COM DEUS

Um livro que nos apresenta uma análise perspicaz de como o coronavírus revela as perigosas falhas da sociedade contemporânea. Com mistérios médicos, números crescentes de mortes e teorias da conspiração transmitidas minuto a minuto através do vasto universo da web, a pandemia de coronavírus alterou irrevogavelmente as sociedades em todo o mundo. Neste ensaio, os autores nos oferecem um oásis de esperança, através de um trabalho metódico, de grande intensidade pesquisadora e nos oferecendo uma visão que o mundo não conhecia, a visão à luz da Bíblia, pedindo que pensemos criticamente sobre os locais de autoridade e poder; mas, acima de tudo, sobre as nossas próprias atitudes e opções de vida que temos tido. Lúcido, incisivo e sempre original, Ada Lima e Aloisio Ferreira têm uma visão panorâmica do evento histórico mais importante do nosso tempo e propõem uma maneira de defender a sociedade humana das ameaças ao nosso futuro coletivo com base na conecção com Deus.

—————

Data: 06-08-2020

De: SANDRA DE CAMÕES SILVESTRE (LINDA-A-VELHA)

Assunto: QUALIDADE DE VIDA

Recomendo este livro, pois, informa, esclarece, contém importantes testemunhos das mais variadas personalidades, pessoas dos diversos status sociais e dá importantes dicas de uma forma explícita e simples, de como podemos ultrapassar esta pandemia que nos bateu na porta, mantendo alguma, diria mesmo mais, qualidade de vida.

—————

Data: 06-08-2020

De: MARIA MENDES LIBERATO CRUZ (CANEÇAS)

Assunto: ABERRAÇÃO ALIENATÓRIA

Impressionante este livro sobre aquilo que veio para nos destruir e destruir as nossas vidas. À medida que vamos lendo, vamos sendo levados à promiscuidade dos autores com um qualquer Deus. Somos alienados ao que os autores apresentam como verdade bíblica. É um belo livro lírico cheio de histórias fantásticas e míticas, de ficção. Águas de mares que se apartam e deixam passar povos comandados por um lunático, assim como tantas outras, nas quais Jesus se torna um dos heróis maiores da ficção. Cura, faz voltar à vida, multiplica pães e cola até orelhas cortadas, mas depois, fica impotente e deixa-se humilhar, crucificar e morre na cruz porque depois de tantos milagres, foi incapaz de fazer o seu para se salvar. E chegamos a este momento único da Pandemia que os autores alienatoriamente nos remetem para Deus. Impressionante! Os cientistas foram surpreendidos pelo vírus, andam loucos atrás de uma vacina, cada cabeça dita sua sentença e ninguém sabe nada. A crise vai e vem. Julgámos que estávamos livres do vírus e agora estamos enfrentando, não sei... Lá está, os médicos e os cientistas nada sabem. Dizem que é uma segunda vaga? Depois outros dizem que é uma réplica e ninguém se entende, mas os autores tudo sabem e explicam. Afinal já se sabia nos primórdios da humanidade, fora profetizado por um tal de Daniel, mais uma fantástica personagem bíblica, adivinho, bruxo e com outros dotes mirabolantes e o dilúvio, mais um episódio magnífico da Bíblia, em que todo o mundo morre e sós e salva uma família que constrói uma arca e que gigantesca arca! Abriga a família e um casal de todas as espécies de animais. Que curioso deveria ser observar a cena na arca da bela história infantil, O lobo e o capuchinho vermelho. Senhor lobo não me coma que eu sou o capuchinho vermelho. Não. Eu realmente como todos os capuchinhos vermelhos mas só fora da arca pois aqui somos todos bonzinhos e obedecemos a Deus. Só comemos os capuchinhos quando Deus nos permite. Em suma, estamos perante uma aberração alienatória que é o que realmente é este livro.

—————

Data: 06-08-2020

De: JOANA SANTOS MEDEIROS (PARIS)

Assunto: MELHOR FORMA DE APRENDIZAGEM

A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é um livro bastante interessante e fácil de ler. Ajuda a compreender melhor como estamos a viver esta Pandemia e o que podemos fazer para melhorar a nossa vida, mesmo em grande crise social e econômica, numa situação nunca vista muito menos imaginada e nos leva a acreditar que a felicidade é possível através de pequenas atitudes e/ou uma mudança de estilo de vida, ouvindo Deus, nos voltando para Deus. Não somos todos iguais nas rotinas, mas somos todos filhos de Deus e somos todos alvos do Grande Amor de Jesus.

—————

Data: 05-08-2020

De: ANA ABRANTES OSVALDO (LISBOA)

Assunto: FANTÁSTICO

A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é aquele tipo de livro que simplesmente não conseguimos parar até acabar. O que sendo um livro temático, não é muito habitual, mas em se tratando deste confinamento, é algo que nos absorve. Os autores nos dão tudo o que queremos saber sobre a Pandemia e; ao mesmo tempo, não nos dão nada, porque não há certezas de nada em relação a ela. Continuamos a esperar por uma vacina. Portugal ultrapassou a pior fase, mais ao menos bem, depois em especial aqui, na Região de Lisboa, as coisas voltaram aos piores cenários. Agora parece estar de novo a abrandar. Espanha enfrentou o flagelo, recuperou e agora está novamente enfrentando os piores cenários e é assim em todo o mundo. Agora já falam das segundas, até terceiras vagas e até já se admite que mesmo com a vacina, se ela vier, teremos de passar a conviver com vírus e a vida não voltará a ser igual ao que era. E se vier outro vírus ainda pior? Só conseguimos suspeitar de todos os possíveis cenários e receá-los, E de repente surge este livro que nos dá uma resposta a esses cenários. Deus, a Bíblia e nos mostra que não será tão problemático não voltarmos à nossa vida de antes, porque estávamos errados. Sem dúvida que vale apena ler! Fantástico!

—————

Data: 03-08-2020

De: MARCO EDUARDO ANDRÉ (COIMBRA)

Assunto: CONSCIÊNCIA DIVINA

Este livro A III Guerra À Luz da Bíblia dos escritores Aloisio Ferreira e Ada lima oferece-nos uma escrita profunda sobre Deus, sobre o despertar de nossa consciência divina que é um novo olhar sobre a vida, com vários conceitos novos para aprender e interiorizar. Por conseguinte, torna-se um livro menos fácil de ler para quem não tem bases sobre o tema ou antes, para aqueles que ainda vivem na escuridão, sem fé, sem Deus em seu coração.

—————

Data: 02-08-2020

De: LUÍS FILIPE FERREIRA VIEIRA (LISBOA)

Assunto: ELEVADA ESTIMA

A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é um bom livro e Manual prático de como enfrentar esta Pandemia, ajudando-nos a encontrar soluções para resolver os problemas que ela nos coloca no dia a dia. Conheço um dos autores a quem tive o privilégio de ter como colaborador num dos projetos sociais mais importantes, o Projeto Para Ti Se Não Faltares. Aloisio Ferreira Casa já nos habituou à qualidade acima da média dos seus livros. Confesso que a leitura não é a minha prioridade e para mais, não me sobra tempo. Apesar disso, este é já o terceiro livro que leio dele. Neste caso, é autor em parceria com a sua esposa. Para lá da importância do estudo aqui apresentado, do amor referido como uma das armas ao nosso dispor para vencermos a Pandemia, encontramos os testemunhos de quem sofreu na pele, como nós, os terríveis efeitos da Quarentena e da Pandemia. À margem deste livro, e em relação a alguns comentários colocados nesta página do escritor, quero esclarecer que Aloisio Ferreira da Casa jamais se intrometeu em questões de gestão do Sport Lisboa e Benfica, da sua Fundação, dos Projetos em que o mesmo é parceiro. Nem enquanto colaborador, nem depois de ter partido para o Brasil. Muito menos solicitou qualquer ação referente a contratações ou desvinculações de nossos colaboradores. Todas as desvinculações tiveram o seu motivo plenamente justificado e os próprios desvinculados são conhecedores desses motivos. Só por manifesta má fé alguém pode insinuar que Aloisio Ferreira solicitou-me o desvinculamento de quem quer que seja. De resto, aproveito a oportunidade para, mais uma vez endereçar a Aloisio Ferreira Casa os meus sentidos pêsames em meu nome pessoal e em nome do Sport Lisboa e Benfica. Termino com a confissão de que esta obra será um bem próprio que irei guardar com elevada estima e usar para encontrar o conforto nos momentos mais dolorosos desta Pandemia.

—————

Data: 01-08-2020

De: CATARINA DINIS PRATAS (LISBOA)

Assunto: AMOROSO

Como explicar o amor aos mais novos? Especialmente nestes tempos que vivemos, ameaçados. Em que é a nossa própria existência como seres humanos que está ameaçada? Os autores fazem-no com grande propriedade num livro muito amoroso, fantástico e lindo!

—————

Data: 01-08-2020

De: EDUARDA MONTEIRO ESTEVÃO (SIDNEY)

Assunto: BELO MANUAL

A III GUERRA À LUZ DA BÍBLIA é um belo manual. Faltam muitas palavras de alento como as que os autores deixam neste livro. Ao lado desta Pandemia que teima em não abrandar e nos ameaça, como nunca fomos ameaçados, este livro nos remete para o que a Bíblia diz, confronta a palavra de Deus com o vírus, demonstra que nas entrelinhas de muitos dos capítulos bíblicos encontramos pequenas explicações para a nossa compreensão da Pandemia. Entendo que até pode ser polémico. Muitos ainda hoje se mantém incrédulos, sem fé, afastados de Deus. Neste confinamento que parecia já ter sido afastado, e está voltando. Porque em muitos lados do mundo, muitos ainda não entenderam o recado, as mensagens e não respeitam as regras.

—————

Data: 01-08-2020

De: MARIA ANABELA BORGES BARBOSA (PARIS)

Assunto: ADAPTÁVEL

Livro rigoroso, atual, importante e verdadeiramente adaptável ao momento de Pandemia, com conteúdo simples e esclarecedor, capaz de nos promover o desenvolvimento daquilo que de melhor está dentro de nós e que tem uma palavra especial para os idosos que tantas vezes são esquecidos.

—————

Data: 01-08-2020

De: LUÍSA REBELO ANJOS (ERVIDEL)

Assunto: UM LIVRO DIFERENTE

Através de um ensaio os autores, Aloisio Ferreira e Ada Lima dão vida a este livro, A III GUERA À LUZ DA BÍBLIA construída a partir de um rigoroso estudo e pesquisa sobre esta Pandemia que tantos já ceifou. Fala da Pandemia, da morte, mas também nos fala de Deus. De como podemos ultrapassar os nossos receios mais negros. Se; apenas em raros momentos a componente histórica pareceu um pouco excessiva e entediante, em nada belisca aquilo que é um excelente e atualíssimo livro.

—————

Data: 31-07-2020

De: CRISTINA PIRES TEIXEIRA (ERICEIRA)

Assunto: SEM PARAR

Excelente livro que explica muito bem esta questão do Vírus! Quando se começa a ler não se quer parar! Depois de ler este livro estou muito mais esclarecida sobre o Coronavírus.

—————